quarta-feira, 25 de maio de 2016

Ensino do criacionismo é uma afronta à escola, diz o professor Fernando Becker


A proposta da deputada estadual e pastora Liziane Bayer (PSD), do Rio Grande do Sul, de introduzir nas escolas públicas e privadas o ensino criacionista é uma afronta às escolas, disse Fernando Becker (foto), professor de Psicologia da Educação na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).   O criacionismo é baseado em crença, não em evidencia, afirmou o professor ao jornal Zero Hora. “É um total contrassenso que vai contra qualquer sentido científico.”  

Becker afirmou que a função da escola não é fazer proselitismo religioso, mas proporcionar conhecimento à população, que, se não fosse assim, não teria acesso aos resultados da ciência. “E o criacionismo é religião pura.”  
Liziane apresentou um projeto de lei por achar injusto que as escolas ensinem apenas a teoria da evolução das espécies, de Charles Darwin (1809-1882), e não também a versão bíblica de que Deus é o criador de tudo. Para ela, se o criacionismo fosse ensinado nas escolas, a família gaúcha passaria a ter “o direito de escolher se descende de um macaco ou de outro bicho, ou se foi criada por Deus”.  

O professor de filosofia Luiz Carlos Bombassaro, também da UFRGS, afirmou que não se pode comparar o ensino de ciência, baseado em evidências e no que é possível comprovar, com o de criacionismo, cujo conteúdo é religioso e dogmático.  
Bombassaro disse que alguns defensores do criacionismo consideram sua crença como ciência, mas se recusam a questioná-lo, como seria normal em uma área em evolução de conhecimento.  
O projeto de lei da pastora da Igreja Internacional da Graça de Deus vai ter de ser submetido a comissões da Assembleia Legislativa antes de chegar ao plenário, para ser votado, se não for arquivado durante a tramitação.  

O deputado Tarcísio Zimmermann (PT) é um dos opositores ao projeto porque, disse, as aulas de religião (que são facultativas) já difundem o criacionismo.   Ele fez um desafio a sua colega Liziane: apresentar uma argumentação científica que sustente o criacionismo.  Com informação do Zero Hora e da Assembleia 
Lehttp://www.paulopes.com.br/2015/05/ensino-do-criacionismo-eh-uma-afronta-a-escola-diz-professor.html#.V0XsaPkrLIUgislativa do RGS, com foto de divulgação.  




Vídeo postado por Renato Brito 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

▲ Topo