quarta-feira, 4 de maio de 2016

CAPITALISTAS ESPERTOS & REACIONÁRIOS INGÊNUOS (Vídeo)


CAPITALISTAS ESPERTOS & REACIONÁRIOS INGÊNUOS 

Existem diferenças fundamentais entre o capitalista esperto e o reacionário ingênuo. Seja do ponto de vista da esquerda ou da direita política, é um equívoco colocar os dois no mesmo patamar. Uma das melhores formas de compreender o raciocínio do capitalista esperto é entrar em uma boa livraria. Nas grandes livrarias, mesmo nessas de shopping, a gente encontra de tudo. Tem lá autoajuda, ficção de primeira qualidade e best-sellers duvidosos, biografias de artistas, livros de culinária, um monte de literatura infantil, livros para desenhar. Tem livros para empreendedor, para dona de casa, para adolescentes, para góticos... Ou seja, o capitalista esperto não desperdiça seu tempo com preconceitos. Ele tem produtos para todos os nichos de mercado. Ele não se sente ameaçado. Ele vê a diversidade de interesses como uma oportunidade de negócio. Não importa se o consumidor é hipster, vegano, branco, negro, asiático, de esquerda, de direita, rebelde, conservador, iconoclasta, anarquista... O capitalista esperto tem um produto para o seu nicho e ganha dinheiro com você. É particularmente perspicaz o modo como capitalistas espertos aprenderam a ganhar dinheiro até mesmo com aqueles que contestam, ou que imaginam contestar o sistema capitalista. E a maneira de se fazer isso é relativamente simples. O capitalista esperto se apropria de um símbolo de contestação, retira os elementos potencialmente perigosos de rebeldia, e devolve o símbolo esvaziado, adocicado, inofensivo, pronto para o consumo. E é assim que o movimento hippie, que contestava o sistema, se torna o hippie chique, vendendo batas, incensos, coisinhas pra casa. E é assim que o movimento punk, que tinha o espírito anarquista, vira punk de botique, com vários produtos para as pessoas comprarem e se sentirem punks. 

Já viram o tanto de criança que usa a camisa dos Ramones sem ter a mínima ideia do espírito de rebeldia juvenil do punk rock? Aí os movimentos espiritualistas, os movimentos ecológicos e mesmo muitas causas humanitárias viram CDs, DVDs, revistas, roupas, coisas para casa, posters – que frequentemente não têm nada a ver com as causas originais e não ajudam o mundo em nada. 


Ajudam a empresa. 


É isso que faz com que Che Guevara se torne, acima de tudo, uma estampa bacana de camiseta. Ou seja, o capitalista esperto não quer atribuir um sentido pejorativo ao símbolo e fazer com que as pessoas tenham aversão a ele. Isso prejudica os negócios. Eles não querem que as pessoas rejeitam os símbolos. O que ele quer é pasteurizar o símbolo, tirar as impurezas, e devolver uma imagem fácil, asséptica, digerível, que dê ao consumidor a sensação de rebeldia, de forma que esse consumidor se sinta satisfeito e não precise sair por aí ameaçando o capitalismo de verdade e tentando criar um mundo melhor para todos. 


Então, feita essa introdução, vamos ás diferenças. 

O capitalista esperto não tem preconceitos e muito menos medo do conhecimento. Ele lê autores marxistas para compreender a estrutura da sociedade e se apropria das reflexões econômicas, filosóficas e historiográficas do marxismo, até para transitar com mais desenvoltura pelas próprias contradições do capitalismo.  
Ele aprende com os críticos. Na verdade, ele estimula a crítica, porque isso faz com que ele enxergue coisas que os bajuladores não mostram. Ele não se melindra com críticas. Ele aprende com elas. Já o reacionário ingênuo tem medo, ódio daqueles que imagina serem os seus inimigos. Ele é ignorante literalmente porque ignora as coisas, ele não lê, não conhece, mas tem uma opinião formada, principalmente sobre aquilo que não entende. Ele é desses que diz assim: eu não entendo porque você pensa isso. E acha que o problema é com o outro. Ele demoniza conhecimentos. Como ele não é capaz de fazer uma crítica, até porque ele não lê coisas mais complexas, ele terceiriza a sua opinião, ele dá um Control C Control V em algum formador de opinião igualmente reacionário e simplesmente repete aquelas ideias, como se fossem suas. O reacionário ingênuo é um consumidor e repetidor dessas opiniões circulares, autoconfirmatórias, e em vez de aprender ou mesmo criticar, ele prefere simplesmente xingar o conhecimento que não coincide com as crenças que eles reproduz. Ele não suporta a crítica. E ele não consegue elaborar a sua própria crítica. Por isso ele prefere xingar o que não entende. É uma mentalidade bem de criança fazendo birra. O capitalista esperto devora conhecimentos, ele faz análises baseadas em informações, muitas delas privilegiadas. Ele é estudioso, faz pesquisas, realiza sínteses e mesmo quando toma decisões que ás vezes não são as mais acertadas, ele está sempre muito bem fundamentado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.